Início > Recuerdos > Deus farda com a nove

Deus farda com a nove

Novo técnico do Porto Alegre, China garantiu: armaria um ferrolho e não perderia em Ijuí. Estaria em condições de buscar a vitória, até porque a torcida no 19 de Outubro estava dando seu time como morto. O São Luiz da melhor campanha do interior em 2010 seria surpreendido pelo Porto Alegre do zero por cento de aproveitamento, apostava China com fé pétrea.
*
Em dezoito minutos, o São Luiz vencia por 3 a 0.
*
Eraldo, num tento comum, abriu o placar no minuto meia dúzia. Eraldo, no maior tento da rodada do país, segundo alguns narradores ijuienses, dobrou a vantagem dali umas voltas do ponteiro. O terceiro, dizem, foi de Fernando. Mas o terceiro ficou num plano inferior, pois, antes do intervalo, Eraldo meteu o quarto, seu hat-trick. E, depois do regresso dos vestiários, Eraldo fez mais um.
*
Na primeira vez que balançou as redes na tarde-noite, o centroavante são-luizense empatou com os artilheiros do Gauchão. Ao fim do jogo, tinha três tentos a mais que eles. O camisa nove Eraldo cometeu a raridade extrema de converter quatro gols numa mesma partida, algo que o estádio 19 de Outubro não tem o hábito de ver. O São Luiz perdeu o ídolo Chiquinho na primeira rodada e está invicto. Foi despido da sua zaga titular na jornada passada e mesmo assim venceu o forte Novo Hamburgo.
*
Se em Santa Maria o Internacional está sendo vitimado pela montagem tardia do elenco, em Ijuí o São Luiz mostra ter reposição por haver feito uma preparação com grande antecedência – antes do fim de outubro, o grupo de jogadores da equipe ijuiense estava praticamente fechado, com 22 nomes certos. Os 5 a 0 de ontem afirmaram que a força do plantel vai além da qualidade técnica – é anímica. O quadro do Noroeste do Rio Grande não calçou saltos altos nos vestiário. Apenas subiu à relva e confirmou sua condição de equipe superior.
*
Em quinze pontos disputados, os de Ijuí somaram treze. Por força do regulamento, ainda têm chance de não passarem de fase. Mas, com quatro vitórias e um empate em cinco rodadas, o melhor ataque (ao menos até os jogos de hoje) e a melhor defesa da competição, o São Luiz já afirma os contornos trágicos que terá uma eventual eliminação. Este de 2010 faz um início melhor de campeonato do que o grupo de 2008, que só não entrou nos mata-matas pelos critérios secundários de desempate. É, possivelmente, o maior time montado em Ijuí desde 1995, quando os são-luizenses atingiram as semifinais do estadual.
*
A solidez de ilusões por façanhas antes utópicas agora divide espaço com os camelôs nos arredores do 19 de Outubro. Superar a primeira fase do certame, algo inédito há onze anos, é o menor desses devaneios. Fala-se em brigar pelo Campeonato do Interior. Ou tentar vencer um turno e disputar a finalíssima do estadual. A efeméride histórica mais próxima pode ser executada com um triunfo na quarta-feira: o São Luiz enfrenta o Grêmio no Olímpico, onde os tricolores não perdem há exatos 505 dias (serão 508 no momento da partida).
*
Talvez nada disso se concretize, as pernas faltem e os sonhos morram numa partida paralela qualquer. Por ora, a cidade erguida às margens dos rios POTIRIBU, Conceição e Ijuí não quer admitir racionalidade. “Deus está mesmo por nós”, muitos aceitam agora. “E veste a nove”, completam outros.
*
Maurício Brum
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. 16/03/2010 às 01:18

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: